Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Marrocos e o destino

A ida do maridão para Marrocos trouxe muitos imprevistos, peripécias, aventura e muitas saudades. É aqui que irei tentar "expulsar" os medos, as tristezas, as alegrias e as saudades.

Marrocos e o destino

A ida do maridão para Marrocos trouxe muitos imprevistos, peripécias, aventura e muitas saudades. É aqui que irei tentar "expulsar" os medos, as tristezas, as alegrias e as saudades.

Ontem sai às 8 depois de uma noite de trabalho e como seria de prever a recomendação medica para não falar não foi seguida. Como resultado fiquei com uma rouquidão ainda maior e um peso na consciência.

Antes do turno acabar tive de fazer uma higiene a um utente que tem dificuldade em ouvir (como quase todos) e tudo o que falei com ele teve de ser em voz alta e repetidamente.

Daqui a pouco vou trabalhar, mas hoje não prometo que não vou abrir a boca. Já pensei em encher o corpo com post-it a informar que não posso falar, mas teriam de ser em tamanho XXL já que além de ouvirem mal também têm dificuldade em ver. Oh vida!

Estou de volta à vidita do dia a dia, estou novamente sem marido(partiu ontem) e com uma "telha" do caraças. Esta irritação tem a ver com o dia de ontem que não correu como gostaria (raio de profissão que escolhi) e com o dia de amanhã. Pois...lá estou eu a sofrer por antecipação. Aquele problema que referi aqui continua apesar de já ter passado mais de 1 mês. Os episódios de falta de ar apenas ocorreram umas 2 vezes, mas a rouquidão continua. Depois de varias pessoas me "azucrinarem" a cabeça para consultar um especialista e de ultimamente ligar a TV e ouvir constantemente entrevistas a médicos especialistas em doenças de garganta achei que era hora de marcar consulta.

Se ter ouvido os médicos a falarem dos sintomas, das manifestações clínicas e causas me deixaram assustada quando li  isto "O seu médico irá colocar-lhe questões sobre a sua história médica. O médico irá ouvir a qualidade da sua voz e depois inspeccionar as cordas vocais. Em regra, isto é realizado ao segurar um pequeno espelho na parte detrás da boca. Para obter uma melhor visualização, o médico pode usar um pequeno tubo iluminado flexível ligado a uma câmara. O tubo é inserido através do nariz, possibilitando a observação  até à laringe. Poderá ser utilizado um tudo rígido (endoscópio) que é introduzido até à porção posterior da boca e que, ligado a uma câmara permite a visualização pormenorizada da laringe." fiquei em pânico. Aliás estou em pânico. Enfiar um tubo pelo nariz? Enfiar um tubo na goela?

Está aqui um pessoa à espera de ser chamada pelo hospital para fazer a tal endoscopia para retirarem os pólipos no estômago e claro desta vez com anestesia geral e agora vou pagar uma consulta particular e corro o risco de levar com o raio dos tubos?

Não, eu não mereço isto...

Em relação à escapadinha contarei nos proximos dias, isto claro se o Sr. Dr. não me fizer uma "telha" ainda maior.