Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Marrocos e o destino

A ida do maridão para Marrocos trouxe muitos imprevistos, peripécias, aventura e muitas saudades. É aqui que irei tentar "expulsar" os medos, as tristezas, as alegrias e as saudades.

Marrocos e o destino

A ida do maridão para Marrocos trouxe muitos imprevistos, peripécias, aventura e muitas saudades. É aqui que irei tentar "expulsar" os medos, as tristezas, as alegrias e as saudades.

Quinta feira foi dia de aniversario da minha mãe. 84 Anos...já se notam alguns períodos de esquecimento, algumas confusões, até com conversas simples, alguns problemas de saúde, mas ainda assim não aparenta a idade que tem.

Comprei-lhe um bolo e fui até lá almoçar com eles. Vi a tristeza de não ter mais ninguém ali. O outro filho está no estrangeiro, 1 dos netos também e os restantes 4 estavam a trabalhar.

Sai de lá com a certeza que nenhum deles se iam lembrar do aniversario dela e resolvi dar uma ajudinha para alegrar mais um pouco o seu dia.

Mandei mensagem aos 4 a avisar da data e de como ela iria ficar feliz com um telefonema.Pedi-lhes para não revelarem que fui eu que os lembrei.

No dia seguinte telefonei para saber como estava e diz-me:

- Ontem tive tantos telefonemas a desejarem feliz aniversario. E sabes quem me telefonou?

- Não.

- Os meus netos todos. Fiquei tão feliz. Mas não sei como se lembraram...

- Sabes que hoje em dia colocamos as datas importantes no telemóvel para assim não nos esquecermos.

- Pois então deve de ter isso, mas fiquei tão contente.

Uma pequena mentira que lhe mudou o dia.

É assustador ver que aquela mulher com uma memoria fantástica, que tinha conversas com nexo e que tomava decisões sem hesitar não é mais a mesma. Falo da minha mãe.

Hoje veio-me visitar e no meio da conversa do costume sobre doenças tira 2 termómetros da mala(dos antigos) e pergunta-me:

-É melhor deitar isto para o lixo não é?

-Então porquê?

-Porque já não tem pilhas e não dá nada.

-Mas isso não é de pilhas. Sentes febre?

-Febre? Não...

-Então para que queres o termómetro?

-Para medir a tensão.

Não sei se ria se chore

Quando a minha mãe viu o móvel novo de sala deu-se este dialogo:

Mãe- Vais pintar o móvel?

Eu- Pintar o móvel?

Mãe- Sim, se o vais pintar?

Eu- Mas porque é que ia pintar o móvel se ele é novo?

Mãe- Sei lá podias querer pinta-lo. Há gente que os pintam.

Pai- Oh mulher então a tua filha ia pintar um móvel novo?

A conversa ficou por ali, mas fiquei a pensar que a minha velhota estava a ficar tolinha. Mas porque raio ia eu pintar um móvel acabadinho de chegar?

Só descobri o porquê quando contei ao Miguel. Quer dizer não fui eu que descobri, foi ele, já que eu não chegava lá.

Acredito que ao verem as fotos cheguem lá mais rápido do que eu.

 

DSCN1097.JPG

DSCN1099.JPG

DSCN1100.JPG