Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Marrocos e o destino

A ida do maridão para Marrocos trouxe muitos imprevistos, peripécias, aventura e muitas saudades. É aqui que irei tentar "expulsar" os medos, as tristezas, as alegrias e as saudades.

Marrocos e o destino

A ida do maridão para Marrocos trouxe muitos imprevistos, peripécias, aventura e muitas saudades. É aqui que irei tentar "expulsar" os medos, as tristezas, as alegrias e as saudades.

Não me recordo do meu primeiro livro, recordo-me que tinha vários da Anita, mas aquele que marco como o primeiro livro foi este

SAM_1923.JPG

A oferta foi feita no meu aniversário e asseguro-vos que ele foi muito mais importante e inesquecível do que a festa, os bolos e as brincadeiras. Nem eu nem as minha amigas alguma vez tínhamos visto um livro que falasse de educação sexual.Portanto não é de admirar que aquela prenda, oferecida por uma tia enfermeira tivesse sido o centro das atenções. Atenções essas que se prolongaram por vários meses. Todas quiseram ler o livro(sem as mães saberem).

Até casar eu lia com alguma frequência, mas depois deixei de o fazer. O pouco dinheiro que nos sobrava, depois das contas pagas não podia ser para livros. Se o fizesse seria mais um motivo de discussão entre mim e ele. Não era dado a leituras, aliás chegava a dizer que as leituras faziam mal às mulheres, que as deixavam no munda da lua e que as faziam criar um mundo que não era real. Provavelmente se nessa altura tivesse lido a minha vida (nos 11 anos que passei com ele) teria tido momentos mais relaxantes, menos tensos, menos angustiantes e menos solitários.

Depois desta fase menos boa e desde há 16 anos que a decoração da minha casa inclui livros, muitos livros. Se na altura foram motivo de discussão, com o actual maridão são motivos de conversa, de partilha e de prazer...

SAM_1925.JPG

SAM_1924.JPG

SAM_1927.JPG

SAM_1741.JPG

 

 

 

 

 

 

 

 

Comentar:

CorretorEmoji

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.