Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Marrocos e o destino

A ida do maridão para Marrocos trouxe muitos imprevistos, peripécias, aventura e muitas saudades. É aqui que irei tentar "expulsar" os medos, as tristezas, as alegrias e as saudades.

Marrocos e o destino

A ida do maridão para Marrocos trouxe muitos imprevistos, peripécias, aventura e muitas saudades. É aqui que irei tentar "expulsar" os medos, as tristezas, as alegrias e as saudades.

Meu amigo Ludgero este livro

SAM_1928.JPG

fez-me companhia ao longo de 4 dias e vou-te dizer que adorei. Com a tua descrição fizeste-me sentir em Angola, sentir o calor sufocante, sentir o arrepio de estar junto dos leões, sentir o cheiro do capim e sentir aquele amor maravilhoso entre Daniel e Isabel.

Este paragrafo " Relaciono o meu passado quando rapariguinha atormentada pelo que já te contei, alimentei sonhos e ilusões depois desfeitos pelo que já sabes e o meu presente , e penso que tinha de ser mesmo assim; que precisava de ter provado o amargo para me deliciar com o mel, de me desesperar e sentir a rapariga mais infeliz do mundo, para agora me considerar a mulher mais feliz do universo..." faz-me lembrar tanto a fase em que conheci o Miguel.

Muito obrigado por este presente maravilhoso. Irá ter um lugar especial na minha estante.

 

3 comentários

  • Imagem de perfil

    marrocoseodestino 31.05.2015 12:41

    Adorei mesmo, aliás a prova foi o tempo em que foi lido. E não foi para me despachar dele, pois quando não gosto deixo-o sem acabar.
    Quanto ao outro faço questão de pagar e não leves a mal. Se compro tantos porquê não comprar o teu?
    Entretanto passo lá.
    Um beijinho grande
  • Imagem de perfil

    Corvo 31.05.2015 13:22

    Não vendo os meus livros aos amigos, nem às pessoas da minha simpatia. Aliás, não escrevi para vender. Escrevi para ser lido, apenas.
    Na verdade se não tivesse tido o cuidado de governar a minha vida durante todos estes anos, também não era agora depois de velho que a ia governar a escrever para leitores deste país cujos parâmetros de avaliação literária são medidos pelo nome do autor, sobretudo quando, particularmente, a elevação do Ego grita mais alto.
    Ler(*) Brown é uma coisa, ler corvo é outra, quê lá isso?
    Portanto amanhã envio e não se fala mais nisso.
    bjn e boa semana.
    (*) ou dizer-se que se lê. O importante é trepar na escala da erudição.



  • Comentar:

    CorretorEmoji

    Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.