Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Marrocos e o destino

A ida do maridão para Marrocos trouxe muitos imprevistos, peripécias, aventura e muitas saudades. É aqui que irei tentar "expulsar" os medos, as tristezas, as alegrias e as saudades.

Marrocos e o destino

A ida do maridão para Marrocos trouxe muitos imprevistos, peripécias, aventura e muitas saudades. É aqui que irei tentar "expulsar" os medos, as tristezas, as alegrias e as saudades.

Depois de uma conversa com um familiar sobre o podia ser considerado uma traição, o que não era traição, se se devia contar ao outro membro do casal a suposta traição,  se não se devia contar e que todos os homens que emigram envolvem-se sempre com alguém, fiquei com vontade de saber a vossa opinião. Vejamos o caso:

 Um casal toma a decisão de o membro masculino emigrar e passado alguns meses  conhece e envolve-se com uma mulher e conta à respectiva esposa que se apaixonou e decide separar-se.

a) Deveria manter os dois relacionamentos sem nenhuma delas saber, mantendo assim as aparências?

b) Fez bem em contar a verdade?

c) Deveria ter procurado uma prostituta, pois visto os homens terem as suas "necessidades"  procurando um serviço de prostituta não poderia ser considerado traição, mas necessidade de sexo?

d) Sendo prostituta ou não será sempre considerado traição?

e)Todos os homens que emigrem irão trair a esposa?

 

Comentar:

CorretorEmoji

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.