Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Marrocos e o destino

A ida do maridão para Marrocos trouxe muitos imprevistos, peripécias, aventura e muitas saudades. É aqui que irei tentar "expulsar" os medos, as tristezas, as alegrias e as saudades.

Marrocos e o destino

A ida do maridão para Marrocos trouxe muitos imprevistos, peripécias, aventura e muitas saudades. É aqui que irei tentar "expulsar" os medos, as tristezas, as alegrias e as saudades.

Tenho andado desaparecida tanto aqui no blog como nos blogs que acompanho e desta vez não é apenas por falta de tempo. O animo não tem sido muito. 

Depois da desilusão que contei no ultimo post tive de ir ao hospital. Depois de ter a confirmação de que a fraqueza que sentia não tinha a ver com a suposta gravidez e uma vez que ela continuava bem presente fui à medica. Expliquei-lhe que há umas semanas tinha ido retirar pólipos no estômago, que sentia uma fraqueza terrível e que só iria saber do resultado no final do mês. Disse-me que sem o resultado não me poderia receitar nada e pediu-me para ir ao hospital buscar o relatório. Como tinha acabado de fazer noite, não tinha dormido e ainda por cima tinha mais uma noite para fazer disse-lhe que iria na semana seguinte. Perguntou-me " Joana não pode ir hoje?"

-Poder posso, mas ainda não dormi e logo vou fazer noite.

-Vá hoje e logo que tenha o exame venha mostrar-mo.

- Mas acha que é algo grave?

-Não, não pense nisso, apenas quero medica-la e não posso sem saber o resultado.

Sai de lá a pensar que se me tinha mandado ir naquele mesmo dia é porque achava que algo podia não estar bem. Não hesitei e fui.

Já imaginava que não ia ser fácil e até achei que não mo iriam dar, uma vez que a medica da gastro ainda não o tinha visto. Depois de pedir informação onde o pedir dirigi-me ao gabinete próprio para para pedidos (gestão de utentes). Informaram-me que não iria sair com ele naquele dia, mas que poderia fazer o pedido e que depois de assinado pelo director seguia para casa. Coisa que poderia demorar 1 semana. Demasiado tempo para o meu gosto e se até àquele dia eu achava que não tinha nada de grave depois da medica me ter pedido para lhe trazer o exame fiquei nervosa e ansiosa. Ocorreu-me ir a uma consulta nas urgências. Na minha ideia o medico iria conseguir ver o resultado e iria medicar-me. Lá fui eu.

Contei-lhe a verdade e depois de varias tentativas para conseguir abrir o exame sem sucesso aconselhou-me a ir até ao serviço de gastro e tentar que mo dessem.

Depois de 10 horas de trabalho em cima do lombo e mais 5 horas acordada o meu estado de espírito não era o melhor. Achava que não iria conseguir o raio de exame.

Depois de andar por vários corredores, varias explicações, vários "choradinhos" finalmente estava na minha mão. Voltei ao medico das urgências e mostrei-lho. Enquanto o abria sentia-me em pânico.

- Joana pelo que vejo não tem nada de grave. A medica na consulta de gastro irá indicar-lhe algum tratamento e certamente indicar-lhe quando deverá repetir nova endoscopia.

Tirei um peso de cima, mas continuava com o problema da fraqueza por resolver.

 Disse-me que essa sensação poderia ser dos pólipos.

-Pólipos? Oh dr, mas eles foram retirados.

- Sim, mas a zona pode estar inflamada.

Acabei por no dia seguinte ir à minha medica. Quando o abre respira fundo e diz "ai Joana que não sabe o alivio de ler este resultado".

-Então achava que era algo de grave?

- Sim achei que poderia ser muito mau.

Aconselhou-me a aguardar a consulta com a especialista. 

Parece que vou ter de andar com a marmita atrás de mim nas ferias. Sim, porque para matar esta fraqueza tenho de comer.

Oh céus!

 

2 comentários

  • Imagem de perfil

    marrocoseodestino 14.06.2016 11:57

    Tu não me mandes comer muito. Diz-me como faço nas ferias?
    Andar com a marmita atrás?
  • Comentar:

    CorretorEmoji

    Notificações de respostas serão enviadas por e-mail.