Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Marrocos e o destino

A ida do maridão para Marrocos trouxe muitos imprevistos, peripécias, aventura e muitas saudades. É aqui que irei tentar "expulsar" os medos, as tristezas, as alegrias e as saudades.

Marrocos e o destino

A ida do maridão para Marrocos trouxe muitos imprevistos, peripécias, aventura e muitas saudades. É aqui que irei tentar "expulsar" os medos, as tristezas, as alegrias e as saudades.

Ontem recebi um telefonema do banco  a informar que tinham lá o meu novo cartão multibanco. Segundo o senhor o carteiro não tinha dado com a morada e a carta tinha sido devolvida. Achei estranho uma vez que nesse mesmo dia tinha chegado a casa a do Miguel. Ora mais uma vez estava a ter problemas com os CTT. A nossa "relação" ia de mal a pior. Tinha lá ido há umas semanas levar a reclamação do presente desaparecido e iria lá voltar para reclamar da devolução do cartão.

Já com a carta na mão dirijo-me aos correios. Felizmente tinha imensa gente à minha frente. Sim, não me enganei quando disse "felizmente", é que assim deu tempo para olhar para a carta e ver que a morada estava incorrecta. Aquela era a morada da minha antiga casa.

Desta vez o carteiro não tinha tido culpa nenhuma. A culpa era do banco. Por algum erro deles quando mudei de casa à mais de 2 anos a actualização da morada não foi feita convenientemente. 

Voltei ao banco e o fulano não me soube explicar o porquê de ter ficado actualizada a morada do meu marido e não a minha.

Até me dá arrepios de imaginar a cena que poderia ter acontecido. Olha eu de carta não mão a fazer uma barracada e perguntarem-me se aquela era a minha morada. Cruzes credo a vergonha que eu iria passar!

 

Comentar:

CorretorEmoji

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.