Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Marrocos e o destino

A ida do maridão para Marrocos trouxe muitos imprevistos, peripécias, aventura e muitas saudades. É aqui que irei tentar "expulsar" os medos, as tristezas, as alegrias e as saudades.

Marrocos e o destino

A ida do maridão para Marrocos trouxe muitos imprevistos, peripécias, aventura e muitas saudades. É aqui que irei tentar "expulsar" os medos, as tristezas, as alegrias e as saudades.

Como alguns sabem estou por Marrocos. Cheguei sexta feira, a viagem correu muito bem, tão bem que consegui ler quase todo o livro " A minha história com Bob". Adorei o livro. Estava a precisar de uma história "leve" (sim, as lágrimas quiseram saltar algumas vezes). Ainda acerca da viagem e devido à queda recente do avião russo dei por mim, ainda no aeroporto a pensar se não andaria nenhum louco por ali à espera de explodir o aeroporto ou o avião? Uns dias antes conversava com o Miguel " e se acontece o mesmo que aconteceu ao avião que explodiu?". Como sempre arranjou uma resposta que me tranquilizou "Achas que iam dar-se ao trabalho de colocar uma bomba num avião que leva apenas umas 50 pessoas?".

Não que não fosse possível, mas quis acreditar que tinha razão e felizmente teve.

Sempre que viajo tenho o habito, mesmo tentando evitar, de olhar para os passageiros que entram no avião. Como se costuma dizer "quem vê caras não vê corações", mas olhando para as caras e não vendo nenhuma que me faça desconfiar vou mais tranquila (eu sei que é estupidez, mas o pensamento é mais forte que eu). Desta vez foi muito fácil e rápido fazer essa observação, pois éramos apenas 9 pessoas. Sim, apenas 9. Tantas como alguns táxis levam.

Ainda no aeroporto verifiquei que a segurança estava mais apertada. Desta vez com um aparelho verificaram as alças da minha mala de mão, o interior, assim como a minha cintura.

Já em Marrocos, no sábado (ontem) pela manhã abro o PC e leio as noticias. Quando li o que tinha acontecido em Paris tive dificuldade em acreditar no que estava a ler. Infelizmente noticias destas têm sido constantes e não deveria ser mais chocante esta noticia do que aqueles atentados no Iraque, na Síria ou noutro país qualquer, mas o que é certo é que me deixou ainda mais assustada. O facto de ser aqui tão perto, de ter familiares por lá e de estar a pensar dar uma escapadinha naquela cidade brevemente deixou-me ainda mais arrepiada e assustada.

Durante o nosso passeio pela cidade o Miguel decidiu levar-me a um Souk (mercado) que eu ainda não conhecia. No meio daquele aglomerado de gente veio-me o pensamento de alguns atentados nos mercados. Felizmente esse pensamento passou rapidamente e não interferiu no passeio, mas cada vez mais pensamentos destes me ocorrem.

 Hoje combinamos ir passear  a Casbah de Tânger ou seja ao castelo. Já conheço um pouco, pois na penúltima vinda a este país tive a sorte de ter como guia uma marroquina que me mostrou a beleza deste sitio. Agora queremos descobri-la nós os dois. Se me perguntarem se vou tranquila tenho de admitir que um ou dois pensamentos parvos me assolam, mas não vou deixar que isto me estrague o dia. Como diz a minha mãe "Seja o que Deus quiser"

 

2 comentários

  • Imagem de perfil

    marrocoseodestino 19.11.2015 15:00

    Um dia de cada vez e rezar a todos os santinhos que estas guerras acabem.
  • Comentar:

    CorretorEmoji

    Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.