Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Marrocos e o destino

A ida do maridão para Marrocos trouxe muitos imprevistos, peripécias, aventura e muitas saudades. É aqui que irei tentar "expulsar" os medos, as tristezas, as alegrias e as saudades.

Marrocos e o destino

A ida do maridão para Marrocos trouxe muitos imprevistos, peripécias, aventura e muitas saudades. É aqui que irei tentar "expulsar" os medos, as tristezas, as alegrias e as saudades.

Depois de combinar a hora e o local de encontro com a m-M o Miguel decidiu que iríamos de metro. Confesso que não achei lá muito boa ideia, mas acabei por ceder.

Já lá dentro procuramos uma bilheteira para comprar os bilhetes, mas visto não haver, a única alternativa foi ir às maquinas. Havia 2 opções , penso que uma era "comprar bilhete" e outra "recarregar bilhete". colocámos o dinheiro e carregamos em comprar bilhete 2 vezes. Saiu apenas 1 e toca de meter mais dinheiro e carregar em apenas 1. Desta vez saíram 2. 

Vimos qual era a linha e lá entramos. Já em andamento apercebeu-se que teríamos de sair e passar para a outra linha.

Passo o meu bilhete, aquilo abre e passo para o outro lado. O Miguel passa o bilhete e aquilo não abre. Mais uma tentativa e nada. Não havia alternativa se não ir comprar outro bilhete. Haver havia bastava recarregar e a viagem ficaria bem mais barata.Na altura não se lembrou. Acabámos a viagem com 4 cartões "Viva Viagem". Menos mal que são da minha cor preferida.

Isto é o que faz os pacóvios da aldeia irem até à capital e andarem de metro.

Na viagem de regresso não arriscámos e viemos de táxi.

 

Comentar:

CorretorEmoji

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.