Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Marrocos e o destino

A ida do maridão para Marrocos trouxe muitos imprevistos, peripécias, aventura e muitas saudades. É aqui que irei tentar "expulsar" os medos, as tristezas, as alegrias e as saudades.

Marrocos e o destino

A ida do maridão para Marrocos trouxe muitos imprevistos, peripécias, aventura e muitas saudades. É aqui que irei tentar "expulsar" os medos, as tristezas, as alegrias e as saudades.

A primeira ida do Miguel para Marrocos foi de avião, apesar de ter ficado aqui de coração apertadinho estava tranquila, pois tinha o meu sobrinho à espera no aeroporto. Sim, ter alguém conhecido num novo país é sempre mais tranquilizador. Quando ouvi a voz dele do outro lado a dizer "já cheguei a Tanger e correu tudo bem" as lagrimas saltaram.

Tínhamos conversado e a ideia era ficar apenas uns 3 ou 4 dias em casa do meu sobrinho e depois ir para uma casa apenas dele. Assim foi e assim começaram as peripécias.

A língua oficial é o árabe e embora ele já tenha estado uns anos em Israel não sabe o suficiente para se desenrascar e outra das línguas faladas é o francês coisa que também não domina. Felizmente que o espanhol é uma língua que a grande maioria fala, pois aqui ele safa-se muito bem.

Depois de ver umas quantas casas decidiu-se por uma uns quilómetros fora da cidade, mas mais perto do trabalho. O rapazinho gosta de dormir e quais queres 45 minutos a mais na caminha é começar o dia mais bem-disposto.

 Por um t3 todo mobilado e equipado, desde roupa de cama, loiças e decoração paga cerca de 400 euros.

Enquanto cá quando vamos para uma casa alugada temos de tratar de pedir contador de água, luz e gás, ali a casa está pronta a habitar.

Como são várias imobiliárias a alugar aconselharam-no a mudar o canhão da fechadura, não fosse chegar do trabalho e ter lá inquilinos novos.

Como ele é habilidoso nos trabalhos e bricolage comprou ele mesmo e montou o tal canhão. Serviço feito e chaves experimentadas do lado de dentro deu o trabalho por concluído. O pior foi no dia seguinte quando já do lado de fora da porta e com ela já fechada não consegue que a chave funcione...

 

2 comentários

  • Imagem de perfil

    marrocoseodestino 11.09.2014 13:21

    Em relação ás casas não sei se é em todo lado, mas em Tanger é assim. Foi fácil arranjar.
    O meu anterior teve a ver com o meu casamento anterior e a forma como me sentia. Achei que era hora de o terminar e iniciar este com novas peripecias.
    Sim criamos laços com pessoas que não conhecemos Não achei que fosse possível , mas assim é. Dou por mim a pensar nesta ou naquela pessoa, imagino o rosto, fico feliz com a felicidade e triste quando o post trás tristeza, dou por mim a torcer para que aquela pessoa seja feliz. É assim o mundo dos blogs.
    Infelizmente os meus tempos livres não tem sido muitos, mas acredito que as coisas estão a acalmar e depois posso dedicar mais tempo a visitar os que gosto e a conhecer novos.
    Bom resto de semana
  • Comentar:

    Mais

    Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.