Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Marrocos e o destino

A ida do maridão para Marrocos trouxe muitos imprevistos, peripécias, aventura e muitas saudades. É aqui que irei tentar "expulsar" os medos, as tristezas, as alegrias e as saudades.

Marrocos e o destino

A ida do maridão para Marrocos trouxe muitos imprevistos, peripécias, aventura e muitas saudades. É aqui que irei tentar "expulsar" os medos, as tristezas, as alegrias e as saudades.

A grande maioria da tralha já estava na casa nova, mas muita coisa ainda havia para levar.

É impressionante a quantidade de coisas que guardamos e que não usamos. Na ultima mudança, cerca de 5 anos antes já tinha dado muita coisa, mas desta vez apesar de dar muito acabei por conseguir ganhar algum dinheiro.

As únicas vezes que tinha ido ao OLX tinha sido para procurar apartamento, mas numa dessas idas acabei por ver que havia muita gente que colocava coisas à venda.

Porque não fazer o mesmo?

Ter mais de 300 livros e imaginar a quantidade de caixotes que teria de transportar fizeram com que fizesse uma selecção e colocasse alguns à venda. Acabei por comentar com colegas e acabei por facturar algum dinheiro. Coisa que nestas alturas faz sempre jeito.

O facto de ir para uma casa onde já tinha electrodomésticos fez com que colocasse à venda os meus. Ainda moram cá alguns, mas acredito que mais dia menos dia eles iram morar para outro lar.

Voltando às mudanças, era nas minhas folgas e depois do trabalho que eram feitas. Cerca de 1 semana após encontrar casa tudo o que era necessário já lá estava, mas havia muito ainda para transportar.

Tudo corria bem quando a minha filha me foi levar ao trabalho com o meu carro, já que o dela estava na oficina para fazer uma arranjo que estava agendado e já depois de me ter deixado me liga toda aflita a dizer que o carro tinha parado e não andava. E tinha resolvido parar no pior sitio...num cruzamento com semáforos e ainda mais sendo a primeira da fila. Imaginam a aflição dela ao telemóvel e a minha por não a poder ajudar?

Eu digo-lhe para telefonar ao avô, já que a ele estava na nossa nova casa e o local onde o carro tinha empanado era pertíssimo.

-Mas eu já liguei e ele nunca mais chega. Estou a passar-me...

-Rita, não adianta nada estares-te a passar, pois não é isso que resolve o problema. Já que ele não chega liga à assistência em viagem. Digo-lhe eu aos gritos.

 Tento ligar para o telemóvel da minha mãe e vejo que tenho cêntimos apenas. Isto das mudanças fez-me esquecer de o carregar. Felizmente uma colega de trabalho empresta-me o telemóvel dela. Ligo-lhe e nada de atender, ligo para a Rita e confirma que o avô ainda não chegou e que ninguém atende na assistência em viagem. Estou quase a largar o meu trabalho e a pegar num táxi para ir até lá quando me diz que afinal os avós estão a chegar. O meu pai confirma que o carro trabalha, mas não anda. Peço para ligar à assistência e responde-me que não sabe como o fazer.

Felizmente uma alminha caridosa ajudou-os a empurrar o carro para um local que não impedia a passagem.

Oh, dia de loucos!

 

 

Comentar:

CorretorEmoji

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.