Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Marrocos e o destino

A ida do maridão para Marrocos trouxe muitos imprevistos, peripécias, aventura e muitas saudades. É aqui que irei tentar "expulsar" os medos, as tristezas, as alegrias e as saudades.

Marrocos e o destino

A ida do maridão para Marrocos trouxe muitos imprevistos, peripécias, aventura e muitas saudades. É aqui que irei tentar "expulsar" os medos, as tristezas, as alegrias e as saudades.

Estou tão irritada, mas tão irritada que quem me aparecer à frente vai desejar fugir.

Depois de uma noite de trabalho, venho  a casa num instantinho tomar um banho, vou à cabeleireira e quando chego a casa oiço pingar. Como já tinha acontecido mais vezes vou direitinha aos 2 quartos e vejo o chão repleto de agua. Respirei fundo, disse uma caralhadas e atiro toalhas de banho para ensopar a agua. 3 Toalhões para cada quarto. Já vi rios com menos agua.

Tudo isto porque quando chove e faz vento a agua entra pelas calhas das janelas.

Das vezes que tinha falado com o senhorio sobre o assunto tinha-o feito muito calmamente, mas hoje já fui um bocadinho menos simpática. Afinal a renda é paga todos os meses sem atraso.

Isto duma gaja chegar a casa a querer dormir e ter de andar de rabo para o ar a apanhar agua deixa qualquer um à beira de um ataque de nervos.

Parece-me a mim que não vou ter tanta paciência como tive com esta situação .

Será azar, será macumba ou será apenas será coincidência viver 2 vezes a mesma situação?

Como disse aqui a decisão de não voltar a ser mãe não foi fácil de tomar. O facto de o maridão estar longe também contribuiu para custar um pouco mais a passar o dia de ontem. Não o tive ao pé de mim para ficar enroscadinha, mas tive as palavras dele que me alegraram. Dizia ele " Joana, acredito que não tenha sido nada fácil teres ido ao medico com  a decisão de não voltar a seres mãe, mas imagina, tu e eu a viajarmos até sermos velhotes e depois vamos para um Lar, que é o que acontece quase sempre e passamos os dias a contar aos outros velhos as nossas viagens maravilhosas. Que te parece?"

Desde que a ida para o Lar seja muito, mas muito tarde não me parece nada mau o futuro.

 

Há decisões difíceis e a que tomei hoje foi uma delas.

Eu e Miguel já tínhamos falado varias vezes se não estaria na altura de tomar precauções para não engravidar. Não me sinto com a idade que de facto tenho, mas confesso que foi ela que forçou esta decisão. 47 Quase 48 anos é motivo mais do que suficiente para abdicar do sonho de voltar a ser mãe.

Dos 12 anos em que tentámos tive muitos momentos de ansiedade em que achava que estava grávida, houve algumas frases maldosas que me deitaram abaixo num ou noutro momento, houve muitos momentos em que o Miguel me deu a força que eu precisava para arrebitar, houve muitos momentos em que estive obcecada por engravidar e houve muitos momentos em que deixamos ao acaso.

Como o Miguel diz, se o filho não veio é porque não tinha que vir.

Hoje quando me dirigi à consulta de planeamento familiar para decidir qual o método contraceptivo a usar foi como se parte de mim tivesse morrido...

Nunca decidam fazer determinado prato sem se certificarem que têm todos os ingredientes.

Tinha decidido fazer bacalhau à brás. O bacalhau já estava cozido assim como o refogado prontinho quando dou conta de que não tinha batata palha. É verdade que a poderia fritar, mas não me apetecia ter esse trabalho vai dai saiu um bacalhau com natas.

Menos mal que tinha natas e a coisa não ficou nada má

 

Imagem retirada daqui

 

...andar à procura de exercícios para emagrecer. Eu que durante anos, muitos anos quis engordar e nem uma gramita a mais a balança marcava dou por mim a pensar que tenho de comer menos, que tenho de ter cuidado com o que como e pior que isso, pensar que tenho de ir para o ginásio. Digo pior porque ginastica e coisas do género nunca foi algo que me apeteceu fazer. Aliás canso só de pensar nisso.

A minha barriga não apareceu do nada e não a notei apenas agora, mas tenho evitado olhar para ela com olhos de ver. É quase como nós mães quando sabemos que os nossos filhos são isto ou aquilo, ou têm este ou aquele comportamento e não queremos ver e muitas vezes até os defendemos. Pois aqui a "Je" até ontem estava a fazer o mesmo em relação ao aumento da pança. Negava que estava maior e quando a olhava não a via assim tão mal.

Ontem tinha vestida um t-shirt que a evidenciava e fiquei preocupada. É certo que ainda não é nenhum exagero, mas ao ritmo a que passei a pensar em comida e a comer acredito que a coisa vá piorar rapidamente. Um outro factor a não esquecer é que o inicio da menopausa poderá estar próximo.

Ontem já dei um passinho para a diminuir e olhem que me custou muito. A fatia do bolo de morango com chantili que deixei de comer está-me atravessada na goela, mas resisti e continua no frigorifico.

Enquanto não me decido a ir ao ginásio, vou procurando na Net exercícios específicos para perder a barriga. Já estou cansada só de olhar.

Oh ceus!

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Se há dias em que sou politicamente correcta e que não falo o que penso para não melindrar há outros em que não me consigo controlar e digo o que devo e não devo.

Pessoas que não têm objectivos de vida, pessoas que se acomodam e não lutam para ter uma vida melhor, pessoas que vivem à custa de subsídios e ajudas fazem-me ficar fora de mim. Não me refiro a caso de pessoas desmotivadas à custa de uma depressão ou daqueles em lutam para arranjar trabalho, mas aquelas em que que o seu lema é o "tanto faz como fez".

Uma colega diz-me:

- No inicio de Fevereiro acabo o contrato e não sei se fico ou não. Já fui falar com a directora e diz que a decisão não é dela.

- Penso que se não ficasses já terias recebido a carta, pois já falta menos de uma semana.

-O meu contrato é diferente. Estou como CEI porque estou a receber rendimento social de inserção.

Pergunto-lhe se no caso de não lhe fazerem novo contrato se ainda continua a receber do tal rendimento e diz-me que não. Que acaba tudo no inicio do mês.

-Mas tens procurado trabalho não tens?

- Não, pois não sei se me fazem um contacto pela casa.

-Não tens procurado?. Estás à espera de saberes se ficas ou não para começares à procura? E se não arranjas nada vives do quê?

-Ah, já estou habituada. Vou à segurança social falar com o Drª C...

Nem a deixei terminar a frase de tão indignada que estava. Então aquela parva tem uma vida de bosta e não faz nada para mudar?

-Já estás habituada a quê? A viver de subsídios? De ajudas? É assim que educas os teus filhos? A merda de vida que tens é a merda de vida que queres que os teus filhos tenham?

-Está difícil de arranjar trabalho...

-Sabes o que me irrita e me faz estar aqui com vontade de te dar uns tabefes nas fuças? É não ires à luta e esperares que te dêem dinheiro às mijinhas. Tu até podias não arranjar nada como as milhares de pessoas que procuram não conseguem, mas pelo menos tentavas.

Infelizmente não é caso único que conheço. E depois dizem "Ah, deves ser rica, pois vais de ferias todos os anos", "Ah, tens tanta roupa e calçado", "Ah, vais jantar fora tanta vez".

Ora fodasse vão à luta e deixem de querer viver apenas das ajudas!

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Durante anos comia apenas porque tinha de comer e não conseguia tirar prazer numa refeição. O Miguel dizia muitas vezes que ir a um restaurante comigo era um desperdício, pois nem metade do prato conseguia comer. Com os meus 43 anos, mais coisa menos coisa comecei a ter apetite e a tirar prazer do que comia. Se antes ficava enfartada só de olhar para o prato agora fico mesmo enfartada por devora-lo.

Portanto aliar ferias, escapadinhas e comida é pura felicidade. Somos muito fieis aos sítios, mas também adoramos conhecer novos. Portanto não é de admirar que a grande maioria das minhas fotos passassem a ser com o prato à frente.

Restaurante Chez Mario

Fritura de peixe tão, mas tão deliciosa que estou aqui a babar só de olhar para a foto

SAM_1145.JPG

As melhores azeitonas que comi em toda a minha vida.

SAM_1330.JPG

Que saudades que tenho do bifinho e do tratamento carinhoso que aqui recebo.

SAM_1334.JPG

Ai os legumes...tão saborosos

SAM_1905.JPG

Restaurante Frangu´s

Frango de churrasco com sabor português

SAM_2657.JPG

Pastelaria Troia em Castillejos

Hum...bolinhos divinais

SAM_2679.JPG

Restaurante Sal e Brasa

Este bacalhau é assim uma coisa p´ra lá de bom.

SAM_3101.JPG

Restaurante La Comedia II

O bifinho é bom, mas o espaço que envolve o restaurante é bonito e com uma vista linda.

SAM_3163.JPG

Restaurante Chez Mario

Um prato tão simples e tão delicioso.

SAM_3210.JPG

Restaurante em Castillejos

Mais uma bela fritada de peixe.

SAM_1794.JPG

Restaurante Splash

Peixinho bom!

SAM_1314.JPG

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Pág. 2/2