Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Marrocos e o destino

A ida do maridão para Marrocos trouxe muitos imprevistos, peripécias, aventura e muitas saudades. É aqui que irei tentar "expulsar" os medos, as tristezas, as alegrias e as saudades.

Marrocos e o destino

A ida do maridão para Marrocos trouxe muitos imprevistos, peripécias, aventura e muitas saudades. É aqui que irei tentar "expulsar" os medos, as tristezas, as alegrias e as saudades.

Diz o ditado "não deixes para amanhã o que podes fazer hoje" e foi exactamente isso que fiz. Ao 3º dia do inicio do prazo de entrega do IRS fiz o meu.

Foi tão fácil que não demorei mais que 5 minutos.

Entrei com a minha senha no Site da Autoridade Tributaria e Aduaneira, seleccionei "IRS automático", confirmei os valores dos meus rendimentos e validei. 

Ao longo do ano fui validando as facturas e hoje apenas confirmei o valor da renda de casa.

Se for como dizem daqui a 15 dias recebo o reembolso. 

Nota: a entrega automática não pode ser feito por todos os contribuintes. Vejam aqui

Lembram-se deste assunto ?

Se naquela altura me deu dor de cabeça, hoje além da dor de cabeça, estou a sentir-me revoltada e desanimada.

Quando abri a carta da autoridade tributária e aduaneira, como quem diz FINANÇAS tive de colocar os óculos para ter a certeza que estava a ver bem.

O Miguel trabalha em Marrocos, paga os impostos lá, vem a Portugal varias vezes por ano ajudar o país com as suas compras e agora pedem-lhe para pagar uma valor exorbitante de impostos? 

Resta-me iniciar o dia com uma ida às finanças munida de carradas de folhas, onde a meu ver prova que não terá de pagar nada.

A esperança é a ultima a morrer não é?

Ainda não fiz o IRS, mas já me está a dar algumas dores de cabeça. O ano passado o Miguel ainda tinha alguns rendimentos de Portugal, uma vez que só foi para Marrocos em Maio, agora este ano todos os rendimentos dele vieram de lá. Fizemos algumas pesquisas na net e como ficámos com algumas duvidas fui até à repartição de finanças para as tirar.

A senhora que me atendeu para facilitar, segundo ela mandou-me uma data de folhas imprimidas para eu ler e tirar as duvidas. 

Depois de as ler estou exactamente com as mesmas duvidas e não me parece que valha a pena voltar lá.

Estou a ver que a vinda dele na próxima semana será passada no Site das Finanças e certamente intervalando com algumas idas até lá.

Dai-me paciência!

 

 

Umas semanas antes do ano acabar deparei-me com uma situação que me fez pensar nos idosos (e não só) que têm de apresentar IRS e não têm computador ou não sabem mexer nele, ou não têm dinheiro para pagar a quem lho faça.

Há alguns anos que sou eu que faço o IRS dos meus pais, mas tenho-o feito em papel. Ora como este ano resolvi fazer via internet e pedi-lhes para irem às finanças pedir para lhe enviarem as senhas.

Segundo a minha mãe a senhora que os atendeu parecia que estava a falar chinês. Dizia palavras que ela nunca tinha ouvido e outras que apesar de as ter ouvido não sabia o que queriam dizer. A velhota vinha muito mais descansada porque a senhora tinha escrito num papel os passos a dar para pedir as senhas. Foi neste momento que pensei nas tais pessoas que não percebem nada disto e não têm ninguém para os ajudar. Sim, segundo a minha mãe a senhora das Finanças disse-lhe que tinha de pedir alguém para a ajudar pois ali só lhe podia tirar duvidas.

Ora mesmo que continuasse a fazer o IRS em papel, teria de ir ao portal das Finanças verificar as facturas. Logo precisaria das senhas. Se não fosse eu e não podendo contar com a ajuda da funcionaria como iriam fazer?

Não será obrigação dos funcionários das Finanças ajudar quem não sabe? (não digo que a falha seja dos funcionários, mas antes das ordens)

Haverá por aqui algum contabilista?

 

 

 

 

As coisas que se podem descobrir quando preparamos as facturas para o IRS dos nossos pais!

Estava eu a tratar das facturas pendentes quando me apercebo que os meus velhotes de mais de 80 anos continuam a fazer sexo. Se sempre tive dificuldade em imagina-los nessas andanças, neste momento encontro-me de olhos arregalados e de boca aberta.

Felizmente vi que a factura tinha descriminado "lubrificante Durex" e não lhe perguntei que produto era aquele para não ter receita medica. Digo felizmente, porque iria ser embaraçoso, uma vez que sexo nunca foi tema debatido lá em casa.

 

 

Nada me admira que as minha enumeras visitas ao site da DGCI sejam motivo para me bloquearem.  

Gosto de saber o estado em que se encontra o reembolso do meu IRS e como foi emitido logo de inicio e à data do dia 25 de Abril dizia liquidada achei que seria rapidinho, os tais 20 dias que se ouve falar. Hoje faz 13 dias em que constava "reembolso" nos movimentos financeiros.

Srª Ministra das Finanças faça lá a sua boa acção do dia e envie-me o meu dinheirito hoje para que possa andar mais bem disposta no fim de semana. Sim, isto  saber que vai estar sol e eu fechada a trabalhar não me faz lá feliz.