Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Marrocos e o destino

A ida do maridão para Marrocos trouxe muitos imprevistos, peripécias, aventura e muitas saudades. É aqui que irei tentar "expulsar" os medos, as tristezas, as alegrias e as saudades.

Marrocos e o destino

A ida do maridão para Marrocos trouxe muitos imprevistos, peripécias, aventura e muitas saudades. É aqui que irei tentar "expulsar" os medos, as tristezas, as alegrias e as saudades.

...e não é de admirar. Há coisas que faço e que envergonhariam qualquer alminha famosa e chique.

Adoro feiras, não ligo nenhuma a marcas de roupas e afins, não tenho paixão por nenhum carro ou marca, detesto ir à cabeleireira, apesar de adorar mudar a cor do cabelo e não tenho unhas de gel (mudar fraldas ao velhotes com elas? nã...não será agradável, certamente). E algo não menos importante para não o ser é o facto de quando leio revistas de moda ficar com os olhos arregalados. Arregalados de admiração e incredulidade. Não consigo compreender como há gente que consegue pagar preços altos por coisas "normais", como um simples top, ou uma simples mala.

Conhecendo-me como me conheço mesmo que tivesse uma conta que me permitisse gastar sem preocupações não iria pagar preços destes. Já o Miguel seria o oposto de mim.

200 euros?

 

730 euros?

 

 

19 comentários

Comentar post